PALAVRA RASA - Preciso de Ti

segunda-feira, março 20, 2006
Invasões bárbaras

LÍNGUA PORTUGUESA


O idioma em que eu escrevo é quase língua morta.
Não durará por muito tempo, eu sei;
Sei – como um pai a quem desenganaram
E que, sereno de resignação,
Ergue ainda nos braços
O filho estremecido,
Ameaçado de todos os contágios,
Fustigado de todos os flagelos;
Um pai que sente a dor
Não já somente de o perder,
Mas a outra, maior:
Sobreviver!


João Cabral do Nascimento, Digressões, 1953




Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
Enviar um comentário

Image hosting by Photobucket

Palavra Rasa - Blogue



Palavra Rasa

Palavras que se  soltam
no tempo da memória
estagnação do pensamento
que sobrevoa o imaginário

Sonhos vividos, estagnados
nas simples palavras rasas
que o tempo entoa
devagar, mas que atordoam

Palavras rasas sentidas e genuínas
habitadas sempre no teu interior
proferidas por ti com fulgor, mas...
Preciso delas, apenas com amor!....




Palavras Rasa



Palavra Rasa - Preciso de Ti


William Edge: 'Eclipse of Moon Mora'



Memórias Passadas
Abrir - Passados

Palavras Recentes
Abrir - Recentes

Outros Arrastos