PALAVRA RASA - Preciso de Ti

sexta-feira, maio 19, 2006
D'abalada

Virei, num rasgo, a fé do avesso
numa luta inglória, à partida
que a vida merece um recomeço
em que a alma lhe seja valida

À cruz atirei de arremesso
as sobras da jornada vencida
rompi com gritos o ar espesso
que devolve a voz enfraquecida

Foi nesse momento que padeci
na verdade, no absoluto, em ti
esmolei, por aí, quase nada

Como fantasma do próprio ser
como chama de vela a derreter
perdi minha fé, foi d'abalada!




Palavras pujantes que como flâmulas aceram o corpo do poema...soberbo! Um beijo enorme :)

 
Vais passar a fazer parte dos meus links. Foi o Friedrich que me chamou a atenção para este cantinho. Jà dei uma leitura em tudo e gostei muito do que escreves. Quanto ao grafismo do blog ... palavras para quê? está uma maravilha.
Beijos para ti

 
Muito forte!

 
Primeira vez que te leio!! Belo! Beijos.

 
Um poema forte e bem escrito.
Gosto do que escreves.
Beijinhos.

 
Cool guestbook, interesting information... Keep it UP
»

 
A NINA


Se a luz do sol me visitar,
como agora Nina Ferrer,
muito alegre hei-de ficar
se a tristeza em mim estiver!

Esta Nina, jovem ardente,
tem brilho de estrela-polar
minha noite sai da mente
se a luz do sol me visitar.

Toda a alma se alegrará
se um raio de luz tiver
nova aurora chegará
como agora Nina Ferrer.

Nina como esta não há
e se há é p’ ra admirar
vai de retro coisa má
muito alegre hei-de ficar.

Minha amiga de eleição,
ó poeta Nina Ferrer,
serás sempre consolação
se a tristeza em mim estiver!


Frassino Machado
In AO CORRER DA PENA

""""""""""
N. B. Cumprimentos e beijinhos do
poetAmigo
Frassino Machado

 
Perfeitas! Profundas! E tristes, mas lindas

 
Enviar um comentário

Image hosting by Photobucket

Palavra Rasa - Blogue



Palavra Rasa

Palavras que se  soltam
no tempo da memória
estagnação do pensamento
que sobrevoa o imaginário

Sonhos vividos, estagnados
nas simples palavras rasas
que o tempo entoa
devagar, mas que atordoam

Palavras rasas sentidas e genuínas
habitadas sempre no teu interior
proferidas por ti com fulgor, mas...
Preciso delas, apenas com amor!....




Palavras Rasa



Palavra Rasa - Preciso de Ti


William Edge: 'Eclipse of Moon Mora'



Memórias Passadas
Abrir - Passados

Palavras Recentes
Abrir - Recentes

Outros Arrastos